Total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Lição 3 - Os Ministros do Culto Levítico

 Aula Presencial dia 15 de julho de 2018 


Estimado professor,   acredito que já tenha percebido que nosso SLIDE semanal traz uma abordagem DETALHADA de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se ao conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  Faça bom uso !  Baixe o Slide no formato desejado, Tenha liberdade de cortar, alterar e adicionar conteúdo. Não deixe de Divulgar e Compartilhar nas Redes Sociais !








OBJETIVOS GERAL
Conscientizar de que o chamamento divino exige, de cada um de nós, amor, excelência e dedicação integral.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1 - Apresentar a tribo de Levi como a tribo sacerdotal;
2 - Explicar o chamamento e os requisitos do sumo sacerdote;
3 - Indicar os direitos e deveres dos levitas.

  TEXTO ÁUREO 
"Toma os levitas em lugar de todo primogênito entre 
os filhos de Israel e os animais dos levitas em lugar 
dos seus animais; porquanto os levitas serão meus. 
Eu sou o Senhor.” (Nm. 3.45)

VERDADE PRÁTICA 
O chamamento divino exige, de cada um de nós, 
amor, excelência e dedicação integral ao Senhor da Seara.

 PONTO CENTRAL 
O chamamento divino exige separação,
excelência e dedicação integral.

HINOS SUGERIDOS DA HARPA CRISTÃ

5 - Ó Desce Fogo Santo

75 - Em Jesus Tens a Palma da Vitória

354 - O Cuidado da Alma




Levítico 8:1-13
1 - Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
2 - Toma a Arão, e a seus filhos com ele, e as vestes, e o azeite da unção, como também o novilho da expiação do pecado, e os dois carneiros, e o cesto dos pães asmos
3 - e ajunta toda a congregação ŕ porta da tenda da congregação.
4 - Fez, pois, Moisés como o SENHOR lhe ordenara, e a congregação ajuntou-se à porta da tenda da congregação.
5 - Então, disse Moisés à congregação: Isto é o que o SENHOR ordenou que se fizesse.
6 - E Moisés fez chegar a Arão e a seus filhos, e os lavou com água,
7 - e lhe vestiu a túnica, e cingiu-o com o cinto, e pôs sobre ele o manto; também pôs sobre ele o éfode, e cingiu-o com o cinto lavrado do éfode, e o apertou com ele.
8 - Depois, pôs-lhe o peitoral, pondo no peitoral o Urim e o Tumim;
9 - e pôs a mitra sobre a sua cabeça e na mitra, diante do seu rosto, pôs a lâmina de ouro, a coroa da santidade, como o SENHOR ordenara a Moisés.
10 - Então, Moisés tomou o azeite da unção, e ungiu o tabernáculo e tudo o que havia nele, e o santificou;
11 - e dele espargiu sete vezes sobre o altar e ungiu o altar e todos os seus vasos, como também a pia e a sua base, para santificá-los.
12 - Depois, derramou do azeite da unção sobre a cabeça de Arão e ungiu-o, para santificá-lo.
13 - Também Moisés fez chegar os filhos de Arão, e vestiu-lhes as túnicas, e cingiu-os com o cinto, e apertou-lhes as tiaras, como o SENHOR ordenara a Moisés.



IMPORTANTE
Apresento neste BLOG os comentários como 
professor de EBD em cima dos tópicos da Revista do ALUNO 
NÃO APRESENTAREI O CONTEÚDO COMPLETO DA REVISTA
TENHA SUA REVISTA EM MÃOS E FAÇA UM BOM ESTUDO !



                                                   
INTRODUÇÃO
Nesta lição, veremos como se deu a chamada dos filhos de Levi para o ministério sacerdotal. Entre outras perguntas, responderemos a estas: Quem eram os levitas? E por que a sua chamada foi necessária? Veremos ainda como eles deveriam exercer o seu ofício.

À semelhança dos levitas, nós também fomos chamados a trabalhar na expansão do Reino de Deus. Nesse sentido, atuamos como nação santa, profética e sacerdotal, proclamando o Evangelho e intercedendo tanto pelos crentes quanto pelos que ainda não creem. Que o Espírito Santo nos ajude neste estudo.

I – LEVI, A TRIBO SACERDOTAL
Em primeiro lugar, vejamos quem foi Levi. Depois, constataremos quão zelosos foram os seus descendentes e como se deu a sua vocação ao ofício sagrado.

1. O nascimento de Levi.
Ao dar à luz a Levi, declarou Lia: “Agora, esta vez se ajuntará meu marido comigo, porque três filhos lhe tenho dado” (Gn 29.34). Por isso, a esposa desprezada de Jacó foi impulsionada a dar o nome de Levi ao seu terceiro filho. E, de fato, os levitas sempre estiveram ligados ao Senhor. Foi assim que o menino passou a ser contado entre os patriarcas das doze tribos de Israel (At 7.8). 

2. O zelo dos levitas.
Levi, pelo que inferimos do texto sagrado, sempre teve uma postura zelosa e conservadora em relação à honra da família, haja vista o episódio envolvendo o estupro de sua irmã, Diná (Gn 34.25-31). Mais tarde, após a saída de Israel do Egito, os levitas juntaram-se a Moisés no combate à idolatria gerada pelo bezerro de ouro (Êx 32.26-28). Eram homens da maior firmeza (2 Cr 26.17).

3. A vocação sacerdotal dos levitas.
Não foi sem motivo que o Senhor escolheu a tribo de Levi como o berço de Moisés e Arão (Êx 6.14-27). De um lar tão piedoso, saíram homens e mulheres de comprovada piedade. Aliás, tinha o Senhor uma aliança particular com Levi e sua descendência (Ml 2.4,5). Tendo em vista o caráter santo e distintivo da tribo de Levi, aprouve a Deus separá-la para o sacerdócio (Nm 3.45). Nesse processo, o Senhor apresentou os levitas como resgate de toda a nação de Israel. Ao invés de cada família entregar o seu primogênito ao serviço divino, a tribo de Levi foi apartada das demais para dedicar-se inteiramente a Deus (Nm 3.12). Os levitas, pois, foram concedidos como dons a Israel, assim como os obreiros de Cristo foram entregues com o mesmo objetivo à Igreja (Ef 4.8-12).

II – O SUMO SACERDOTE
O sumo sacerdote de Israel teria de ser, obrigatoriamente, descendente de Arão, ungido, vitalício e servo de Deus.

1. Descendente de Arão.
O sumo sacerdote era o principal representante do culto divino no Antigo Testamento (Êx 28.1). Por essa razão, o Senhor exigia que ele proviesse de uma tribo específica, a de Levi, e de uma família ainda mais específica, a casa de Arão (Êx 6.16-23). Assim, duplamente separado, tinha condições de apresentar-se como a maior autoridade espiritual da nação; era o símbolo da plenitude espiritual requerida pelo Deus de Israel (Sl 133.1-3).

Constituído a favor dos homens nas coisas concernentes ao Altíssimo, o sumo sacerdote oferecia sacrifícios pelos pecados do povo (Hb 5.1). Portanto, ele fazia a intermediação entre o povo de Israel e o santíssimo Deus. Era sua responsabilidade também instruir o povo santo (Lv 10.10,11).

Êxodo 28:1
"Depois, tu farás chegar a ti teu irmão Arão e seus filhos, com ele, do meio dos filhos de Israel, para me administrarem o ofício sacerdotal, a saber: Arão e seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar."
Deus estava ensinando seu povo como eles deviam adorá-lo.
Para  fazer isso, Ele precisava de ministros que supervisionassem as operações do Tabernáculo e ajudassem as pessoas a conservar seu relacionamento com Deus. Estes homens eram chamados sacerdotes e levitas, e podiam ser oriundos apenas da tribo de Levi. Em Êx 28-29 lemos alguns detalhes a respeito dos sacerdotes. Um sacerdote não apenas devia ser da tribo de Levi, como também devia ser descendente de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel. Os sacerdotes tinham mais responsabilidades que os levitas. Sendo sumo sacerdote, Arão estava encarregado de todos os sacerdotes e levitas.
Os sacerdotes realizavam os sacrifícios diários, conservavam o Tabernáculo, e aconselhavam o povo sobre como deviam seguir a Deus. Eram os representantes do povo diante de Deus, e por isso deveriam levar uma vida digna do seu cargo. Agora, Jesus é nosso Sumo Sacerdote (Hb 8). Não são mais necessários sacrifícios diários, porque Ele se sacrificou na cruz pelos nossos pecados. Hoje em dia, os ministros não mais sacrificam animais. Em vez disso, eles nos guiam na oração, e nos ensinam a respeito dos benefícios e dos mandamentos que caracterizam nossa nova vida, como cristãos. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág179).

2. Ungido para o ofício.
O Senhor determinou que o sumo sacerdote fosse ungido a fim de dignificá-lo como ministro extraordinário do culto divino (Êx 28.41; 29.1-7). Sob a unção divina, teria condições de tornar a nação israelita propícia diante do Santíssimo Deus (Hb 5.1).

3. Vitalício no cargo.
A vitaliciedade do sumo sacerdócio está patente na história da família de Arão. Antes de este morrer, Moisés o desvestiu das roupas sacerdotais, para vesti-las em Eleazar, seu filho (Nm 20.23-29). Mais tarde o mesmo Eleazar seria substituído por seu filho Fineias (Js 24.33; Jz 20.28). Todavia, no tempo do Novo Testamento, a vitaliciedade já não era observada (Jo 11.49-51). Ao que tudo indica, havia um rodízio entre os principais membros da família de Arão (Lc 3.2).

4. Servo de Deus.
Apesar da importância do cargo, o sumo sacerdote não era considerado infalível, nem estava acima da Lei de Deus. Sua obrigação era servir o altar e conservar-se puro, a fim de que o nome do Senhor fosse exaltado entre os filhos de Israel (Êx 28.43). O capítulo três de Zacarias descreve a dignidade do sumo sacerdote constituído sobre Israel.

III – DIREITOS E DEVERES
Os descendentes de Levi, principalmente os da casa de Arão, deveriam observar estes direitos e deveres: viver do altar, santificar-se ao Senhor e ser uma referência moral, ética e espiritual.

1. Viver do altar.
Já que os sacerdotes dedicavam-se ao ministério do altar, desse mesmo altar deveriam viver (Lv 7.35). Portanto, não tinham eles direito a qualquer herança territorial entre os seus irmãos, porque a sua herança e porção era o Senhor (Nm 18.20). Moisés, porém, divinamente instruído, destinou-lhes cidades estratégicas por todo o Israel (Nm 35.8). Algumas delas serviam também como refúgio aos que, acidentalmente, matavam alguém (Nm 35.6).

2. Santificar-se ao Senhor.
Em virtude de seu ofício, os sacerdotes deveriam erguer-se, em Israel, como referência de santidade e pureza. O sumo sacerdote, por exemplo, tinha de ostentar uma faixa de ouro, em sua mitra, na qual estava escrito: “Santidade ao Senhor” (Êx 28.36). Caso o sacerdote profanasse o seu ofício, seria punido com todo o rigor (Lv 10.1-3).

3. Tornar-se uma referência espiritual e moral.
Os sacerdotes, por serem responsáveis pela aplicação da Lei de Deus, tinham a obrigação de ser uma referência espiritual, moral e ética para os filhos de Israel (Ml 2.1-10). Os filhos de Eli, em consequência de seu proceder, tornaram-se um péssimo exemplo aos israelitas. E, por causa disso, Deus os matou (1 Sm 2.25). Andemos, pois, em santidade e pureza diante do Senhor, pois Ele continua a exigir santidade de todo o seu povo (1 Pe 1.15).

CONCLUSÃO
O sacerdócio levítico era glorioso; seus membros eram considerados príncipes de Deus (Zc 3.8). Todavia, o Senhor Jesus Cristo é superior ao sacerdócio levítico, pois é eterno (Sl 110.4; Hb 7.13-17). Quanto a nós, somos uma nação santa, profética e sacerdotal, pois recebemos a incumbência de proclamar o Evangelho e interceder pelos que perecem (1 Pe 2.9). Portanto, sirvamos ao Senhor com todo o nosso ser, para que, através de nossa vida, venha o Reino de Deus a este mundo que jaz no Maligno.

PARA REFLETIR
A respeito de “Os Ministros do Culto Levítico”, responda:

1) Quem foi Levi?
Foi um dos filhos de Jacó com Lia.

2) Descreva o caráter de Levi.
Levi, pelo que inferimos do texto sagrado, sempre teve uma postura zelosa e conservadora em relação à honra da família. Após a saída de Israel do Egito, os levitas juntaram-se a Moisés no combate à idolatria gerada pelo bezerro de ouro. Eram homens da maior firmeza.

3) Como se deu a chamada dos levitas?
O Senhor escolheu a tribo de Levi como o berço de Moisés e Arão. De um lar tão piedoso, saíram homens e mulheres de comprovada piedade. Aliás, tinha o Senhor uma aliança particular com Levi e sua descendência. Tendo em vista o caráter santo e distintivo da tribo de Levi, aprouve a Deus separá-la para o sacerdócio. Nesse processo, o Senhor apresentou os levitas como resgate de toda a nação de Israel. Ao invés de cada família entregar o seu primogênito ao serviço divino, a tribo de Levi foi apartada das demais para dedicar-se inteiramente a Deus.

4) Quais as características do sumo sacerdote?
Descendente de Arão, ungido para o ofício, vitalício no cargo e servo de Deus.

5) Quais os deveres e direitos dos levitas?
Viver do altar, santificar-se ao Senhor, tornar-se uma referência espiritual e moral.

BIBLIOGRAFIA
Bíblia Sagrada - Thompson - Edição Contemporânea - Editora VIDA, 2000
Fonte: CPAD, Revista, Lições Bíblicas Adultos, Adoração, Santidade e Serviço, Os princípios de Deus para sua Igreja em Levítico, Comentarista Pr. Claudionor de Andrade, 3 Trimestre 2018.

                              AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÃO.  TENHA BOM ESTUDO !                             
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.








                                                                                                                                                                            
[     

Olá, estimado professor, segue abaixo material de apoio que o mesmo possa adicionar mais conteúdo para a sua aula.

Achei este quadro abaixo interessante e estou compartilhando :


Não deixe de ler a Lição Completíssima da Editora Betel, totalmente comentada com Slides e material de apoio, Clique Aqui - Consagração do Sacerdote - Editora Betel



Abaixo vou deixar dois vídeos interessantes sobre o tema (Esta Legendado)


                                                                                                                                                                            

16 comentários:

  1. parabéns pelo excelente trabalho que Deus continue te abencoando.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns
    Q Deus t abençoe.
    Excelente trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão Lauro ... e acabei de postar o Slide da Lição 3

      Excluir
  3. os Slides da aula ficam disponíveis quando ?

    ResponderExcluir
  4. Deus te abençoe guerreiro e que continue sendo iluminado por Deus para esta tão grande obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão João, Amém, e assim vamos caminhando melhorando sempre !

      Excluir
  5. A paz do Senhor Jesus! Que Deus continue vos motivando e dando a sua graça para continuar fazendo a obra de Deus online! sou grato a Deus por irmãos como você! glória a Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Edson, Amém, obrigado pela consideração e admiração ao nosso trabalho. Tudo o que estamos fazendo tem um único objetivo : Ajudar de alguma forma na obra de Deus. Acho que estamos conseguindo este intento e por isso estamos felizes ! Glória a Deus por isso !

      Excluir
  6. Louvado seja o Senhor nosso Deus, pela excelência deste trabalho que está disponível para todos nós!!
    Muito bom mesmo...
    Deus vos abençoe!!

    ResponderExcluir