Total de visualizações de página

terça-feira, 5 de junho de 2018

Lição 11 - Ética Cristã Vícios e Jogos

 Aula Presencial dia 10 de junho de 2018 


Estimado professor,   acredito que já tenha percebido que nosso SLIDE semanal traz uma abordagem DETALHADA de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se ao conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  Faça bom uso !  Baixe o Slide no formato desejado, Tenha liberdade de cortar, alterar e adicionar conteúdo. Não deixe de Divulgar e Compartilhar nas Redes Sociais !








OBJETIVOS GERAL
Explicar que Deus não criou o ser humano para 
ser escravo dos vícios nem dos jogos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1 - Apresentar os vícios como degradação da vida humana;
2 - Compreender que os jogos de azar são uma armadilha para a família;
3 - Conscientizar a respeito da forma correta do crente viver: uma vida sóbria, honesta e fiel a Deus.

  TEXTO ÁUREO 
Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande 
tesouro onde há inquietação” (Pv 15.16)

VERDADE PRÁTICA 
Deus não criou o ser humano para ser escravo dos 
vícios nem dos jogos, pois segundo a Palavra de Deus, 
não podemos ser dominados por coisa alguma.

 PONTO CENTRAL 
Todo vicio escraviza, por isso, a Palavra de Deus nos adverte a evitá-lo.

HINOS SUGERIDOS DA HARPA CRISTÃ

75 - Em Jesus Tens a Palma da Vitória

235 - Já Sei, Já Sei

432 - Consagrado ao Senhor




Provérbios 28:1-10
1 OS ímpios fogem sem que haja ninguém a persegui-los; mas os justos são ousados como um leão.
2 Pela transgressão da terra muitos são os seus príncipes, mas por homem prudente e entendido a sua continuidade será prolongada.
3 O homem pobre que oprime os pobres é como a chuva impetuosa, que causa a falta de alimento.
4 Os que deixam a lei louvam o ímpio; porém os que guardam a lei contendem com eles.
5 Os homens maus não entendem o juízo, mas os que buscam ao SENHOR entendem tudo.
6 Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o de caminhos perversos ainda que seja rico.
7 O que guarda a lei é filho sábio, mas o companheiro dos desregrados envergonha a seu pai.
8 O que aumenta os seus bens com usura e ganância ajunta-os para o que se compadece do pobre.
9 O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.
10 O que faz com que os retos errem por mau caminho, ele mesmo cairá na sua cova; mas os bons herdarão o bem.



IMPORTANTE
Apresento neste BLOG os comentários como 
professor de EBD em cima dos tópicos da Revista do Aluno 
NÃO APRESENTAREI O CONTEÚDO COMPLETO DA REVISTA DO PROFESSOR
TENHA SUA REVISTA EM MÃOS E FAÇA UM BOM ESTUDO !



                                                   
INTRODUÇÃO
A Bíblia Sagrada enaltece a vida moderada, o trabalho honesto e a boa administração da família (1Co 10.23; 1 Tm 5.8). Desse modo, as Escrituras eliminam a possibilidade de o cristão envolver-se na prática dos vícios ou jogos de azar. No entanto, as estatísticas indicam dados alarmantes acerca dos prejuízos provocados pela prática desse mal em nossa sociedade.

Os vícios, inclusive os morais, destroem vidas  e famílias. Eles também prejudicam lares cristãos. Na época em que vivemos, há uma onda de liberalismo que não vê pecado quase em nada, e favorece práticas perigosas, que podem levar à destruição espiritual, disfarçadas de "coisas que não têm nada a ver". O verdadeiro cristão não se deixa levar por esta degeneração do mundo. O crente precisa saber que tais coisas vêm do Príncipe deste mundo - o Diabo.
(Revista Lições Bíblicas - Adultos - CPAD - 3T - 2002 - Pr.Elinaldo Renovato - pág.85).

I – VICIOS: A DEGRADAÇÃO DA VIDA HUMANA
Tudo o que escraviza o homem e o faz perder seus valores é denominado de vícios que resultam na degradação da essência humana.

1. O pecado do alcoolismo.
O consumo do álcool é tanto um vício como um pecado (Lc 21.34; Ef 5.18; 1Co 6.10). Como consequência, a embriaguez altera o raciocínio e o bom senso (Pv 31.4,5). Além de retirar a inibição da pessoa, o álcool faz com que ela perca "a motivação para fazer o que é certo" (Os 4.11), levando-a a pobreza e a graves problemas de saúde (Pv 23.21,31,32). Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam o alcoolismo como a terceira causa de morte no mundo. Pesquisas de 2015 indicam que no Brasil a cada 36 horas um jovem morre vítima do consumo abusivo do álcool. Cerca de 60% dos índices de cirrose hepática entre os brasileiros têm relação com o álcool. Diante desses fatos a igreja deve posicionar-se contra o alcoolismo e trabalhar na prevenção ao vício. O problema é de ordem espiritual, médica e psicológica. Infelizmente, muitas pessoas fazem uso da bebida alcoólica como um meio de fugir de seus problemas. Por isso, precisamos sair da clausura dos templos e anunciar que Cristo produz vida (Jo 10.10) e concede paz à alma (Jo 14.27).

As bebidas alcoólicas é a droga que mais mata, que mais destrói as famílias, que mais traz violência, a Bíblia apresenta as bebidas alcoólicas como algo perigoso, é preciso muito cuidado. Em provérbios 20:1 diz "O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; todo aquele que por eles é vencido não é sábio".
O aconselhamento assembleiano é para que o crente não beba bebidas alcoólicas, existem muitos cristãos que acham que beber moderadamente não tem problema algum, se enveredaram pelo caminho do vício, da dependência, deixando os caminhos do Senhor. É comprovado pela ciência que algumas pessoas têm predisposição para serem alcoólatras. Não brinque com algo perigoso !

O Alcoolismo à Luz da Bíblia
1. Doença ou pecado ?
A Bíblia - O Livro do Senhor, vê o alcoolismo de modo diferente do mundo. Nela, verificamos que o alcoolismo, a bebedeira e outros vícios, são vistos como atos pecaminosos. Em Isaías 28.1, vemos a condenação de Efraim (Israel) pela soberba de seus embriagados. No mesmo capítulo, vemos que "até o sacerdote e o profeta erram por causa da bebida forte; são absorvidos do vinho" (Is 28.7). A primeira embriaguez foi experimentada por Noé logo após o Dilúvio e causou um grande mal à sua família, resultando em maldição para seu filho Canaã (Gn 9.21,25).
2. Condenação à bebedice.
Diz a Palavra: "Ai dos que se levantam pela manhã e seguem a bebedice! E se demoram até à noite, até que o vinho os esquenta! Harpas, e alaúdes, e tamboris e pífaros, e vinho há nos seus banquetes; e não olham para a obra do SENHOR, nem consideram as obras das suas mãos" (Is 5.11,12). Ai, vemos um tipo de festa, no Antigo Testamento, semelhante ao que se passa nos jogos, nos bares, nos clubes, e shows mundanos, em que a bebida alcoólica é fator indispensável para sua motivação.
3. O sofrimento dos viciados.
O escritor de Provérbios anotou que os viciados são vitimas de sofrimento, pesares, violência, queixas, adultério, prostituição, linguagem perversa, desequilíbrio mental ("delirium tremens"), câimbras, vômito, derrame,  hipertensão, que são apenas algumas das danosas consequências do alcoolismo (Ler Pv 29.29,30,33-35).
4. O alcoolismo no Novo Testamento
Advertindo sobre sua vinda, Jesus proferiu uma parábola sobre a vigilância, condenou o servo infiel, comedor, espancador, e beberrão dizendo que sua parte seria com os infiéis (Lc 12.45,46). O apóstolo Paulo colocou no mesmo nível de condenação os bêbados, os devassos, os idólatras, os homossexuais, e os ladrões, os quais não herdarão o reino de Deus (1Co 6.9,10). Ver Rm 13.13; 1Pe 4.3-5).
(Revista Lições Bíblicas - Adultos - CPAD - 3T - 2002 - Pr.Elinaldo Renovato - pág.85).

2. A escravidão das drogas.
As drogas são substâncias químicas que provocam alterações no organismo. Essas substâncias causam dependência e o consumo excessivo provoca morte por overdose. As drogas afetam também o funcionamento do coração, do fígado, dos pulmões e até mesmo do cérebro. As drogas ilícitas mais comuns são a maconha, a cocaína, o crack e o ecstasy. As chamadas drogas lícitas ramo o álcool e o cigarro são igualmente prejudiciais à saúde.
Em 2016, 3 Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime divulgou que quase 200 pessoas morrem anualmente em todo o mundo devido ao consumo de drogas. O Brasil apresenta uma média de 30 mil mortes por ano devido ao tráfico de drogas. As pessoas usam drogas principalmente para alterar o estado de espírito em busca de paz. Entretanto, as drogas agridem o corpo, que é templo do Espírito Santo (1Co 5.19,20). O cristão não deve usar nem participar de movimentos que visam legalizar as drogas. Seria uma tragédia generalizada!

II – JOGOS DE AZAR: UMA ARMADILHA PARA A FAMÍLIA
Tudo o que abarca investimento sem retorno garantido, descomprometido com a ética e a moral, resulta em sérios prejuízos para a família.

1. A ilusão do ganho fácil.
A sedução dos jogos de azar ocorre pela esperança de se obter lucro instantâneo. As pessoas são atraídas pela ilusão de ganhar dinheiro rápido e fácil sem o esforço do trabalho. Jogam na expectativa de tirar a sorte grande e, assim, resolver problemas financeiros. Ciente dessa realidade, o Estado não consegue ser eficaz no combate à jogatina. E ainda existem os jogos eletrônicos, bem como os ilegais como caça-níqueis e o jogo do bicho, entre outros. É um sistema que lucra e lucra muito. Mas os jogadores tornam-se compulsivos, endividam-se, arruínam a família e a própria vida. Depositar a esperança na sorte é pecado e implica não confiar na providência divina (Jr 17.5-7).

2. Os males dos jogos na família.
Os jogos de azar causam destruições irreparáveis no ambiente familiar. O jogo vicia e escraviza a ponto de migrar todos os recursos de uma família para o pagamento de dívidas contraídas pelo jogador. Nele, o benefício de um depende diretamente do prejuízo do outro e, normalmente, são as pessoas de baixa renda que sustentam a jogatina. Esses jogos fomentam a preguiça, a corrupção, a marginalidade, a agiotagem, a violência e a criminalidade. Os jogadores compulsivos descem ao nível mais baixo para continuar alimentando o vício da jogatina. Em muitos casos tais jogadores perdem seus empregos, o respeito de seus amigos e até o amor de suas famílias. As Escrituras nos advertem a zelar pela família (1Tm 3.4,5) e não cair em armadilhas, pois "um abismo chama outro abismo" (SI 42.7).

3. As consequências para a saúde.
Os jogos de azar, assim como o álcool, o cigarro e as demais drogas causam dependência psíquica e química respectivamente. Em 1992, a OMS concluiu que jogar os jogos de azar faz mal a saúde, incluindo o jogo compulsivo no Código Internacional de Doenças (CID). Quando em crise de abstinência, o jogador sofre com tremores, náuseas, depressão e graves problemas cardíacos. Cerca de 80% dos viciados em jogos de azar relatam algum tipo de ideação suicida como uma forma de fugir da vergonha moral e de suas dívidas. Tal como outros viciados, os jogadores compulsivos tendem ao desenvolvimento de doenças psiquiátricas. Maltratar o próprio corpo é insensatez e afronta contra o dom da vida outorgado por Deus (1 Sm 2.6; Ef 5.29,30).

III – VIVAMOS UMA VIDA SÓBRIA, HONESTA E FIEL A DEUS
A vitória do cristão contra os vícios e os jogos de azar engloba a sobriedade, a honestidade e a fidelidade ao autor da vida.

1. A bênção da sobriedade.
A ''expressão grega nephálios refere-se à sobriedade em relação ao consumo de bebidas alcoólicas.
O dicionário indica que, ao contrário de embriagado, a palavra se aplica a pessoa que está esperta, consciente e capacitada a discernir. O termo também é usado para identificar a vida equilibrada. Trata-se da virtude do que controla as paixões da carne (Gl 5.24). Desse a sobriedade abrange o comportamento moderado, a mente sã, o bom juízo e a prudência (Rm 12.3; 1Tm 1.5; 2 Tm 1.7).
A orientação bíblica é de abstinência de toda a imundícia, inclusive a dos vícios e a dos jogos de azar (Tt 2.12). Observemos a exortação do apóstolo quanto ao vinho (Ef 5.18).

2. Honestidade e fidelidade.
Uma pessoa honesta não explora o seu próximo, mas conduz seus negócios temendo no Senhor (SI 112.1-5). Não retira seu sustento da jogatina à custa de quem perde dinheiro nos jogos de azar, enganando-o e defraudando-o (1Ts 4.6).
O verdadeiro cristão não busca amparo na sorte, mas provê a si e sua família por meio do trabalho honesto, com o "suor do rosto" (Gn 3.19). A fidelidade do cristão é com a Palavra de Deus. Mesmo que alguns vícios e jogos de azar sejam lícitos pelas leis do Estado, o salvo em Jesus não se permite contaminar. Os ensinos e os princípios bíblicos devem pautar a vida dos que são fiéis ao Senhor (SI 119.105).

CONCLUSÃO
Os vícios e os jogos de azar, legais ou ilegais, são práticas reprováveis e prejudiciais à sociedade. Os vícios escravizam e destroem as vidas e as famílias. De igual modo o fazem os jogos de azar. Portanto, o cristão deve abster-se da prática de qualquer vício, dedicando-se ao trabalho honesto para o sustento de sua casa. Cabe ao salvo resistir ao pecado e não se deixar dominar por coisa alguma (1 Co 6.12).

PARA REFLETIR
A respeito do tema "Ética Cristã, Vício e Jogos", responda:

• Qual a consequência da embriaguez?
Como consequência, a embriaguez altera o raciocínio e o bom senso (Pv 31.4,5).

• As drogas causam alterações no organismo. Que alterações são essas?
Sim. Elas afetam também o funcionamento do coração, do fígado, dos pulmões e até mesmo do cérebro.

• O que motiva a sedução dos jogos de azar?
A sedução dos jogos de azar ocorre pela esperança de se obter lucro instantâneo. As pessoas são atraídas pela ilusão de ganhar dinheiro rápido e fácil sem o esforço do trabalho.

• O que os jogos de azar causam no ambiente familiar?
Os jogos de azar causam destruições irreparáveis no ambiente familiar.

• Complete: "Uma pessoa honesta não explora o seu próximo, mas conduz seus negócios temendo ao Senhor (SI 112.1-5)."

BIBLIOGRAFIA
Bíblia Sagrada - Thompson - Edição Contemporânea - Editora VIDA, 2000
Fonte: CPAD, Revista, Lições Bíblicas Adultos, Valores Cristãos - Enfrentando as questões morais de nosso tempo, Comentarista Pr. Douglas Baptista, 2 Trimestre 2018.

                              AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÃO.  TENHA BOM ESTUDO !                             
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.







                                                                                                                                                                            
[     

Olá, estimado professor, segue abaixo material de apoio que o mesmo possa adicionar mais conteúdo para a sua aula. 

                                                                                                                                                                            

6 comentários:

  1. Excelentes materiais. Deus abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, ainda vou adicionar muita coisa nesta lição, visite-nos mais tarde !

      Excluir
  2. Glória a Deus por estas aulas em vídeo Deus abençoe muito a vocês

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor Adenilson, Amém, a paz do Senhor, sentimos honrados com a vossa visita ao nosso BLOG, toda semana estamos por aqui !

      Excluir
  3. Materiais excelente! Que Deus abençoe a todos que contribuem com este site!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maysa, Amém, Deus abençoe pelo retorno, já estamos preparando o material de apoio da Lição 12 e assim ... aguardamos vossa visita ! A paz do Senhor !

      Excluir