Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Lição 2 – Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus

Aula Presencial dia 9 de Abril de 2017

Estimados professores,   acredito que já tenha percebido que nosso slide semanal  
traz uma abordagem completa de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se a todo o conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  Faça bom uso !  Divulgue e Compartilhe.



OBJETIVOS GERAL
Apresentar Abel como exemplo de caráter que agrade a Deus.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1 - Reconhecer o valor da oferta de Abel;
2 - Mostrar a injustiça de Caim contra Abel;
3 - Explicar porque Abel foi um homem qua agradou a Deus.
TEXTO ÁUREO
"Pela fé, Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim,
pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus
testemunho dos seus dons, e, por ela, 
depois de morto, ainda fala." (Hebreus 11:4)

VERDADE PRÁTICA
O cristão deve viver de forma que agrade a Deus,
ainda que sofra por causa disso.

PONTO CENTRAL
Abel é um exemplo de caráter justo que agrade a Deus.

HINOS SUGERIDOS DA HARPA CRISTÃ

75 - Em Jesus Tens a Palma da Vitória

400 - Em Jesus

440 - Faze já o teu querer



 Gênesis 4:8-16 
8 - E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel e o matou.
9 - E disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?
10 - E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.
11 - E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão.
12 - Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e errante serás na terra.
13 - Então, disse Caim ao SENHOR: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada.
14 - Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e errante na terra, e será que todo aquele que me achar me matará.
15 - O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto, qualquer que matar a Caim sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que não o ferisse qualquer que o achasse.
16 - E saiu Caim de diante de diante da face do SENHOR e habitou na terra de Node, da banda do oriente do Éden.


Segunda-Feira –  Gênesis 4:1,2 
 Abel, o segundo filho de Adão e Eva
4 : 1Conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e teve a Caim, e disse: Alcancei do Senhor um homem.
4 : 2Tornou a dar À luz, e teve a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

Terça-Feira –  Gênesis 4:2 
 Abel, o primeiro pastor de ovelhas
4 : 2  Tornou a dar À luz, e teve a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
  
Quarta-Feira –  Hebreus 11:4 
Abel, um caráter de fé viva
11 : 4Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho das suas ofertas, e por meio dela, depois de morto, ainda fala.

Quinta-Feira –   Mateus 23:35 
Abel, um caráter justo e santo
23 : 35  Assim recairá sobre vós todo o sangue justo derramado sobre a terra, desde o sangue do justo Abel até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, a quem matastes entre o santuário e o altar.

Sexta-Feira –  Gênesis 4:4 
Abel, um caráter liberal para ofertar
4 : 4Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta,

Sábado –  Gênesis 4:8 
Abel, morto por seu próprio irmão
4 : 8Disse Caim a seu irmão Abel: Vamos ao campo. Estando eles no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel, e o matou.

                                                   

TENHA UM BOM ESTUDO !

INTRODUÇÃO
Nesta lição, estudaremos o caráter de Abel, o segundo filho de Adão e Eva. Abel nasceu depois da Queda e, com certeza, conhecia a vontade de Deus para a humanidade. Veremos que Abel tinha um caráter espiritual e digno. Conduzia-se de modo correto, demonstrando ter um relacionamento saudável com Deus e um coração bondoso, por isso, sua oferta foi aceita pelo Senhor.

Estimado Professor, com um sorriso no rosto receba seus alunos, cumprimente-os e já vai cobrando seus alunos: Quem estudou a revista ? Pegue no pé (carinhosamente) daqueles alunos que não leram a lição e as vezes nem sabem qual é a lição que vamos estudar. Fale da importância de estudar a revista e vir na EBD com as dúvidas prontas para serem lançadas na aula.

Pois bem, esta lição nos dá a oportunidade de abordar uma questão muito importante com nossos alunos, pergunte: Como anda o seu relacionamento com Deus? O seu relacionamento com Deus está saudável como o relacionamento que Abel tinha com Deus? Você procura agradar a Deus em toda sua maneira de viver?
Descendo a escala, vejamos mais uma pergunta fundamental: Como anda o seu relacionamento com o seu próximo? (com seu vizinho, com seu colega de trabalho ou da Faculdade, com seu irmão em Cristo, com sua família, etc.)

Diga logo de cara para seus Alunos: Se não anda bem seu relacionamento com Deus e com o seu próximo ... procure imediatamente resolver a situação, sem perder tempo !

Sabe porque ? Porque Deus não atenta para o valor da oferta, mas para o coração sincero, para a vida cristã, para o caráter do ofertante.

Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa diante do altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; depois vem, e apresenta a tua oferta. Reconcilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás com ele a caminho, para que o adversário não te entregues ao juiz, o juiz ao oficial de justiça, e te recolham à prisão (Mateus 5:23-25).

Deixe bem claro para o Aluno que DEUS NÃO VAI RECEBER AS OFERTAS de quem NÃO está com seus relacionamentos SAUDÁVEIS, de quem não tem um bom caráter.
  
I - A OFERTA DE ABEL
1. Uma oferta agradável a Deus. Deus não atenta para o valor da oferta, mas para o coração do ofertante, sua real intenção. A oferta de Abel foi aceita pelo Senhor porque seu coração era sincero e cheio de amor. Suas obras eram justas (Hb 11.4). Ele era um homem íntegro e fiel. Deus dá muito valor à integridade do coração, por isso, Ele elogiou Jó perante Satanás, dizendo: "[...] Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero, e reto, e temente a Deus, e desviando-se do mal" (Jó 1.8). A oferta só tem valor quando expressa o que está no íntimo de quem a oferece. A oferta de Abel foi agradável porque ele adorava a Deus "em espírito e em verdade" (Jo 4.24).

Será mesmo que Deus não atenta para o valor da oferta, mas sim para o coração, para a vida e real intenção do ofertante ? Vejamos o que  está escrito  em Marcos 12:41-44  e tire suas próprias conclusões:
41 - Estando Jesus assentado diante do gazofilácio, observava a maneira como o povo lançava ali o dinheiro. Muitos ricos depositavam grandes quantias.
42 - Vindo, porém, uma viúva pobre, lançou duas pequenas moedas, correspondente a um quadrante.
43  - Chamando os discípulos Jesus lhes disse: Em verdade vos digo que esta viúva pobre depositou no gazofilácio mais do que todos os ofertantes.
44  - Todos deram do que lhes sobrava, mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha, todo o seu sustento.
A viúva ofertou por livre e espontânea vontade, com amor a obra de Deus, fez um sacrifício: deu o seu tudo (não sobrou nada para seu sustento, provando a sua fé na provisão divina).
Precisamos aprender a ofertar a Deus com o nosso melhor e não aquilo que não significa nada ou não vale nada para nós.
Tem cristão que oferece a Deus o que sobra das suas finanças, o que sobra do seu tempo, o que sobra ... o que sobra... o que sobra... faz a obra de Deus relaxadamente, oferecesse seu trabalho na obra de Deus de qualquer maneira e ainda quer que Deus receba ! Misericórdia !

De fato Abel era um homem de caráter integro e fiel a Deus, observa-se também que além de Abel estar com um relacionamento saudável com Deus, ele tinha o hábito de oferecer o melhor para Deus, a bíblia diz “Abel também trouxe das primícias das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para sua oferta,” (Gênesis 4:4)

No caso, de Caim, a bíblia diz “Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor” (Gênesis 4:3), perceba, Caim  não trouxe das primícias do fruto da terra. Mas adiante em Êxodo 23:19, Deus orienta: “As primícias dos frutos da tua terra trarás à Casa do SENHOR, teu Deus” 

Além de Caim trazer uma oferta qualquer para Deus, ele como ofertante não tinha um relacionamento saudável com Deus e seu próximo, e isso foi fundamental para Deus não atentar para a sua oferta.

Alguns estudiosos da Bíblia afirmam que a expressão ao cabo de dias (Gn 4:3) sugere adicionalmente que Caim não levou a Deus o fruto da terra no mesmo dia em que o colheu, mas alguns dias depois. Se estiverem certos, faltou a Caim a excelência de haver oferecido um fruto fresco ao Senhor.
Caim irou-se enquanto estava na presença de Deus, oferecendo o seu sacrifício (Gn 4:5). Como se entristece o coração de Deus quando pecamos; e ainda mais quando pecamos dentro de sua casa, durante o tempo em que lhe estamos prestando culto! Tal foi o caso dos filhos de Arão que morreram diante do Senhor por haverem apresentado fogo estranho (Nm 3:4; 26:61).
Deus sempre sabe o que está dentro do nosso coração. Nada podemos esconder dele, nem mesmo as mais secretas intenções (Hb 4:12).
O Senhor conhece ...
- o caminho dos justos (Salmos 1:6)
- os dias dos retos (Salmos 37:18)
- os pensamentos do homem (Salmos 94:11)
- os que são Seus (2Tm 2:19)
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 8,9)


2. Uma oferta profética. Talvez a oferta de Abel tenha sido o primeiro sacrifício de animal a ser oferecido a Deus em forma de gratidão ao Senhor. Abel sentiu o desejo de oferecer o que tinha de melhor de seu trabalho em gratidão a Deus. A morte do cordeiro ou de uma ovelha, dos primogênitos do rebanho de Abel, sem dúvida prefigurava o sacrifício de Cristo, que se ofereceu a si mesmo imaculado em nosso lugar (Hb 9.14), como o "Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo 1.29).

De fato a oferta de Abela era profética, visto que apontava para o sacrifício do filho primogênito de Deus, todavia, como foi mencionado anteriormente, não foi o fator determinante que fez Deus atentar mais para a oferta de Abel do que de Caim, é bom enfatizar esta questão.

Em primeiro lugar, Abel se antecipou aos sacrifícios que seriam estabelecidos por Deus e oferecidos por intermédio do sacerdócio levítico e aarônico (Êx 12).
Em segundo lugar, porque o cordeiro oferecido a Deus por Abel prefigurava o sacrifício pessoal, perfeito e único de Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1:19)
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 8,9)


3. Uma oferta valiosa. Abel adorou a Deus oferecendo o melhor de seu rebanho. Ele não ofereceu um sacrifício qualquer, mas dentre os primogênitos do seu rebanho: "E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta" (Gn 4.4). Notemos que Deus atentou primeiro "para Abel" e, depois, "para a sua oferta". "Pela fé, Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e, por ela, depois de morto, ainda fala" (Hb 11.4). Foi tão grande o valor da oferta de Abel que "por ela, depois de morto, ainda fala"! Jesus deu testemunho de Abel, considerando-o "o justo" (Mt 23.35). Tal declaração, feita por Jesus, demonstra quão elevado era o caráter santo de Abel. Somente o sangue de Cristo foi considerado o que "fala melhor que "o de Abel" (Hb 12.24).


Estimado Professor, incentive seu aluno a dar o melhor para Deus (Abel deu o seu melhor animal para o sacrifício). Aquele que está incumbido de ensinar que dedique ao ensino (nossa essa serviu para nós professores), aquele que está vocacionado ao ministério do Louvor que esteja pronto em todos os sentidos para louvar e adorar a Deus (existe uma diferença de apenas "cantar" e de o "adorar" a Deus), e assim por diante ... incentive os alunos a fazer tudo para honra e glória de Deus, sem outros objetivos paralelos. A igreja esta precisando de cristãos que agem desta maneira.
Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela a medida da fé, se é ministrar, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; (Romanos 12:5-7)

Abel ofereceu o melhor cordeiro do seu rebanho, um animal tratado com toda diligência que, se fosse vendido, custaria caro. Nunca nos esqueçamos, amados irmãos, de que a Deus, sempre, devemos dar o melhor!
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 8,9)


  
II - A INJUSTIÇA CONTRA ABEL
1. Abel era um homem justo. "Pela fé, Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo" (Hb 11.4; Mt 23.35). Em toda a sua vida, demonstrou ser homem de bem, que andava em retidão, de caráter ilibado e reconhecido por Deus. Abel representa a parte da humanidade que se volta para Deus, e é formada de homens justos. Caim representa a parte má da humanidade, que dá as costas para Deus e busca os seus próprios interesses. Abel era justo, e morreu injustamente por permissão de Deus.

A justiça que Deus encontrou em Abel procedia da sua genuína fé, que é gerada no coração do homem quando ele ouve a Palavra de Deus (Rm 10:17), que é a revelação dele à humanidade e age em conformidade com ela. 
Não existe justiça onde não há revelação, fé e obediência.
A revelação divina permite que o servo de Deus alcance o conhecimento, a sabedoria, a vontade e os propósitos de Deus. Essa revelação produz uma convicção inabalável no coração do cristão, chamada de inteira certeza de fé (Hb 10:22).
O sacrifício de Abel projeta uma expressa obediência a essa revelação alcançada de Deus pela fé.
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 10)

2. Abel, o primeiro mártir. Abel foi o primeiro pastor de ovelhas; o primeiro a oferecer sacrifício de animais no culto a Deus; foi o primeiro homem justo e também o primeiro mártir. Sua morte foi a primeira em consequência do pecado dos seus pais. O primeiro homem a ser morto por seu próprio irmão. Ele foi o primeiro a entrar para a galeria dos mártires por causa de sua fé e também o primeiro a ter seu nome registrado na galeria dos heróis da fé (Hb 11.4). Jesus foi morto por inveja: "Porque ele bem sabia que, por inveja, os principais dos sacerdotes o tinham entregado" (Mc 15.10). Da mesma forma que Jesus, Abel foi morto por inveja. Seu irmão ficou irado pelo fato de Deus ter aceitado a oferta de Abel. Tomado de ódio, assassinou friamente o seu irmão, sem lhe dar chance de defesa. Hoje, seu crime seria considerado homicídio qualificado, com dolo, por motivo torpe.

As circunstâncias da morte de Abel fizeram dele o primeiro mártir da história bíblica (Mt 23:35). Ele foi o primeiro ser humano a morrer fisicamente, e sua morte aconteceu em dolorosas circunstâncias, por um ato violento e brutal de alguém movida por profunda inveja (Pv 14:30).
Dificilmente encontraremos alguém neste mundo que tenha o nome Caim, mas existem milhares que receberam o nome Abel, pois a memória do justo é imperecível (Salmos 112:6). Até o Senhor Jesus foi vítima da inveja dos homens (Mc 15:10).
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 10)


3. O sangue de Abel. Quando Caim matou Abel, o enterrou para não ter seu crime descoberto. Mas, para  Deus que tudo vê (Gn 16.13), nada pode ficar em oculto. Jesus disse: "Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto" (Mc 4.22). Ao longo da história crimes foram cometidos em oculto. Mas, no Juízo Final, os "Cains" de todos os tempos serão confrontados pelo Supremo Juiz do Universo. "E disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?" (Gn 4.9). Caim teve a audácia de mentir diante de Deus e ainda de o afrontar sobre a guarda do irmão. Mas o Criador o inquiriu gravemente e declarou a sentença de juízo e maldição contra o criminoso: "E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra" (Gn 4.10). Onde houve um crime de morte, um assassinato, o sangue clama. Clama por justiça. O sangue de Abel clamava por justiça e por vingança, diferente do sangue de Cristo, que clamava por perdão.

O sangue de Abel é um marco
Jesus, no evangelho de Lucas, fala do sangue de Abel como um marco histórico do Antigo Testamento: Desde o sangue de Abel, até ao sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o templo: assim, vos digo, será requerido desta geração (Lc 11:51).

O sangue de Abel é um sangue que clama
Deus declarou para Caim: a voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra (Gn 4:10). O derramar do sangue de Abel era o derramar de sua própria vida, e grande foi o seu clamor. O sangue de Abel clama desde a terra, sobe até os céus e, diante de Deus, clama por justiça.

O sangue de Jesus fala mais alto que o sangue de Abel
Enquanto o sangue de Abel aponta para cima e clama justiça, o sangue de Jesus aponta para baixo e oferece misericórdia.
O sangue de Jesus fala mais alto porque é:
- um sangue superior (Hb 9:11-14)
- o penhor da nossa justificação (Hb 10:10-14)
- a garantia de nossa santificação (1 Jo 1:7) 
(Revista Central Gospel - Ano 7 - n.29 - Pr. Geziel Gomes - página 10-11)


III - UM HOMEM QUE AGRADOU A DEUS
1.Abel soube agradar a Deus. Certamente, Adão e Eva criaram seus filhos, na perspectiva de serem servos de Deus. Eles tiveram não só Caim e Abel, mas muitos filhos e filhas (Gn 5.1-5). O episódio envolvendo Caim e Abel é o mais destacado, na história de Adão depois da Queda.
2. Abel, buscou a Deus. O relato bíblico nos autoriza dizer que Abel buscou a Deus com mais afinco e amor. E entendeu que seu sacrifício deveria ser do melhor do que possuía. Que Deus nos guarde, e nos dê sabedoria e amor para oferecermos sempre "sacrifício de louvor" (Sl 50.14). Um louvor que custe devoção, sinceridade, santidade, no altar da adoração a Deus.
3. Caim agradou ao Diabo. Seu caráter foi deformado porque ele deu lugar ao Diabo. Encheu-se de inveja, quando percebeu que Deus aceitara o sacrifício do irmão e não o seu. A inveja é tão prejudicial que provoca "podridão dos ossos" (Pv 14.30). A ira, por sua vez, é um sentimento carnal que se transforma em ódio, agressão e crime. É um sentimento perigoso e destrutivo: "Porque a ira destrói o louco; e o zelo mata o tolo" (Jó 5.2). Ao invés de buscar a Deus, Caim deu lugar ao maligno. "Não como Caim, que era do maligno e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas" (1 Jo 3.12).

CONCLUSÃO
A humanidade começou mal, com a desobediência dos primeiros habitantes da Terra. Adão pecou, pois desobedeceu a Deus dando ouvidos ao Diabo. Toda a tragédia humana decorre daquele gesto de desobediência. Caim, o primogênito, preferiu desobedecer ao Criador. Seu irmão, Abel, pelo contrário, optou dedicar-se a adorar a Deus, oferecendo o melhor do seu trabalho.

PARA REFLETIR
A respeito de Abel, exemplo de caráter que agrada a Deus, responda:

Por que Caim matou Abel?
"Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas".

Deus se importa com o valor da oferta?
Não. Ele olha para o coração do ofertante.

Quando a oferta tem valor diante de Deus?
Quando expressa o que está no íntimo de quem a oferece.

Que parte da humanidade Abel representa?
A parte da humanidade que se volta para Deus.

Que parte da humanidade Caim representa?
A parte má da humanidade que dá as costas para Deus.

Referências Utilizadas no Estudo
Bíblia Sagrada - Thompson - Edição Contemporânea - Editora VIDA, 2000
Fonte: CPAD, Revista, Lições Bíblicas Adultos, O Caráter do Cristão - Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro, Comentarista Elinaldo Renovato, 2 Trimestre 2017.

                                  AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÂO.  TENHA BOM ESTUDO !                            
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.


                                                                                                                                                                                     
[     


OBSERVAÇÃO IMPORTANTE
Fiz um recorte do slide da semana passada, onde o comentarista colocou a seguinte questão referente a formação do nosso caráter:  


Enfatize com seus alunos que os pais tem grande parte de sua  influência na formação do caráter dos filhos, todavia, as vezes todo o esforço dos pais nesta questão, não é suficiente para que os filhos tenha um bom caráter. Adão e Eva criaram Abel e Caim da mesma forma, do mesmo modo. Abel foi uma pessoa de bom caráter e Caim foi uma pessoa de mau caráter. como explicar isso ? 
Uma vez vi uma reportagem de uma família onde um filho era policial e o outro era um meliante de renome na sociedade devido as barbaridades que praticava. Os pais argumentavam onde erramos ? criamos os dois da mesma forma, na mesma escola, com as mesmas condições de vida. Amados, o pecado jaz a porta, já nascemos herdando o pecado e a natureza adâmica, aqui entra a questão do "Livre Arbítrio", uma vez que a pessoa deixa o adversário dominá-lo com toda sorte de pecado, deformando seu caráter, como vimos na semana passada: Só Jesus é que pode fazer a "Redenção". Só Jesus pode reverter a deformação de caráter de uma pessoa ! 

INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Abel tinha um caráter justo, oposto ao do seu irmão Caim. Adão e Eva devem ter dado a mesma educação aos dois filhos, todavia o ensino dos pais não foi e não é suficiente para moldar o caráter dos filhos. O ensino e o exemplo dos pais são importantes para a formação de um caráter saudável, mas somente Jesus pode transformar o verdadeiro eu, a nossa natureza adâmica. Caim  tinha um coração mau, dominado pelo ódio e pela inveja, por isso, teve o seu sacrifício rejeitado. Deus não olhou e não olha para a oferta em si, porque o mais importante é o coração, o caráter do ofertante. Por isso, Jesus declarou: "Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta" (Mt 5.23,24). Jamais poderemos comprar a Deus ou impressioná-lo com as nossas ofertas, pois tudo que existe nos céus e na Terra pertence a Ele. O Senhor não deseja apenas a nossa oferta, Ele almeja ser o primeiro em nossos corações. Somente quando Ele tem o primeiro lugar pode-nos transformar e fazer de nós pessoas melhores, cujo caráter revele a sua glória.
(Revista Lições Bíblicas, 2 Trimestre de 2017, página 5, Pr.Elinaldo Renovato)

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"A história dos primeiros dois rapazes nascidos a Adão e Eva realça as repercussões do pecado dentro da unidade familiar. Caim e Abel tinham temperamentos notavelmente opostos. Caim gostava de trabalhar com plantas. Abel gostava de estar com animais. Ambos tinham uma disposição de espírito religioso.
Os filhos de Adão levaram sacrifícios ao Senhor, o primeiro incidente sacrificial registrado na Bíblia. Que Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da gordura não quer dizer necessariamente que animais são superiores a plantas para propósitos sacrificiais. Por que atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta fica evidente à medida que a história se desenrola. A primeira pista aparece quase imediatamente. Caim não suportava que algum outro ficasse em primeiro lugar. A preferência do Senhor por Abel encheu Caim de raiva. Só Caim podia ser o 'número um'.
O Senhor não estava ausente na hora da adoração. Ele abordou Caim e lhe deu um aviso. Deus não o condenou diretamente, mas por meio de um jogo de palavras informou Caim que ele estava em real perigo. Em hebraico, a palavra aceitação é, literalmente, levantamento, e está em contraste com descaiu. Um olhar abatido não é companhia adequada de uma consciência pura ou de uma ação correta. O ímpeto das perguntas de Deus era levar Caim à introspecção e ao arrependimento" (Comentário Bíblico Beacon. 1ed. Vol. I. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p. 43).

CONHEÇA MAIS
*Abel
"Ele tornou-se o modelo de um mártir que sofre por sua fé (Mt 23.35). Foi honrado por Jesus e aparece na galeria dos heróis da fé (Hb 11.4). Embora sua oferenda fosse superior à de Caim, era inferior à de Jesus Cristo (Hb 12.24). Pode ser dito a respeito dele que foi o primeiro pastor, o primeiro homem justo. Ele foi vítima da mesma espécie de ciúme insano que tirou a vida de Jesus.
Abel, "pardo" é um termo que compõe vários outros nomes de lugares, como, por exemplo, Abel-maim". Para conhecer mais leia, Dicionário Bíblico Wycliffe, CPAD, p. 3.

SUBSÍDIO DIDÁTICO
Professor, reproduza o quadro abaixo. Utilize-o para ressaltar as características de Abel e as lições que podemos extrair de sua vida e conduta. Mostre que embora os dois irmãos tenham tido a mesma criação, o coração de Caim era mau. A educação dos pais é importante para a formação do caráter cristão, mas não é fator determinante, pois temos livre-arbítrio para fazermos escolhas, ainda que erradas, como fez Caim. (Revista Lições Bíblicas, 2 Trimestre de 2017, página 5, Pr.Elinaldo Renovato)

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"A frutificação espiritual segue o mesmo princípio da frutificação que está revelado no primeiro capítulo de Gênesis (Gn 1.11). 'João Batista, precursor do Messias, exigiu dos seus convertidos: 'Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento' (Mt 3.8). Em João 15.1-16, Jesus enfatizou este princípio deixando claro aos seus seguidores que para darem fruto exuberante para Deus, necessário é que antes cresçam em Cristo e nisso perseverem seguindo os ensinos da Palavra de Deus. Boas condições de crescimento e desenvolvimento da planta no reino vegetal, sem esquecer da boa saúde da semente e do meio ambiente ideal e da limpeza, são elementos indispensáveis para a boa frutificação. É também o que ocorre no reino espiritual, na vida do crente, na Igreja, para que haja em todos nós fruto abundante para Deus" (GILBERTO, Antonio. O Fruto do Espírito: A plenitude de Cristo na vida do crente. 1.ed.Rio de Janeiro: CPAD, 2004, p. 17).



Sobre o Pecado: Inveja
Amados, segue abaixo o Link de uma lição maravilhosa sobre a Inveja, um estudo mais detalhado sobre este grave pecado. se não tiver tempo de entrar no Link, não deixe de ler o trecho que separei desta lição. segue abaixo:
CLIQUE AQUI, Lição 11: Inveja, um grave pecado
"O homicídio cometido por Caim nasceu da inveja que ele nutria por seu irmão, Abel. Ele apresentou uma oferta ao Senhor que, por causa da má disposição de seu coração, foi rejeitada por Deus. Ao passo que a de Abel foi aceita, porque este amava a Deus (Gn 4:1-16). O problema não estava na oferta em si, porque Deus era adorado, no Antigo Testamento, tanto por sacrifícios vegetais quanto animais (Lv 2:1-16). O real problema está na qualidade espiritual e moral do ofertante. Vendo que o semblante de Caim decaíra por causa da inveja e do ódio que ele nutria contra o seu irmão, Deus advertiu-o quanto ao pecado que jazia à porta. Mas Caim permitiu que a inveja se transformasse em ódio que, mais adiante, leva-o a planejar e a executar o assassinato de seu irmão. Em consequência de seu crime, Caim é banido da presença do Senhor (Gn 4:16). O crente deve aprender a controlar as suas emoções, pois os nossos atos geram consequências que, às vezes, acompanham-nos durante toda a vida.(Revista CPAD - 3 Trimestre 2012 - Lição 11 - Pr.Eliezer de Lira e Silva)
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.




O coração do Ofertante faz a diferença.
Gostaria que você assistisse ao vídeo abaixo, se trata de uma cantora de forró, que em determinado momento do seu Show, resolveu interromper a apresentação de seu repertório musical para cantar uma musica evangélica.
Não sei se ela é conhecedora do evangelho, se deixou o caminho do Pai para ir atrás da fama e dos holofotes da vida, não sei se naquele momento ela estava diante de um conflito em seu íntimo e resolveu fazer um tributo a Deus em seu show, na verdade, pouco importa o que ela é, as roupas que estava vestindo naquele momento, pouco importa os protocolos da vida ... esta cantora estava naquele palco como uma "viúva pobre", uma pessoa que quando olhamos, e respaldado por nossa "santidade" pode sofrer um pré-julgamento, poderia cair no nosso desprezo, poderíamos até dizer: "o que esta mulher tem para oferecer para Deus?" como os fariseus faziam a mais de dois mil anos atrás.
O que interessa meus amados é que ela quebrou o seu protocolo, interrompeu seu repertório musical para LOUVAR À JESUS, e disse bem alto para o operador de câmara: "Pode Filmar", e mesmo em um ambiente não adequado para prestar um louvor à Deus, ela como a "viúva pobre" nos dá a liberdade de especular suas emoções através do seu olhar, parece que disse em seu coração: "Deus a única coisa que tenho para te oferecer é minha voz e eu quero te louvar nesta noite de todo o meu coração".
Você é capaz de entender que os pensamentos de Deus não são como os nossos pensamentos ? Pois de uma maneira inexplicável percebemos neste vídeo que Deus recebeu a oferta desta cantora. Ela realmente estava Louvando a Jesus ! E Jesus recebeu e falou com muitas pessoas naquele lugar. Talvez algum desviado da casa do Pai foi a este show de Forró, e Deus usou esta cantora que aparentemente não tinha nada a oferecer para Deus, para falar com Ele. Observe aquele moço que caiu de joelhos, chorando ... estava escondido em meio a multidão, mas Deus parou o show, e usou as pedras para suscitar filhos a Abraão, entoando a mensagem que diz: "Jesus é o Caminho".
Abel ofertava a Deus te todo o coração e Deus recebeu sua oferta como cheiro suave, assim ocorreu com esta cantora, Deus vê não como vê o homem.
Creio que Deus vai trazer esta cantora para seus caminhos, assim como creio na transformação daquele homem que estava chorando copiosamente em meio aquela multidão. Amém !
A musica que a cantora secular de Forró cantou é a musica "Jesus é o caminho" da cantora Heloísa Rosa. (Prof. Éder Tomé)

Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.

                                                                                                                                                                                      

2 comentários:

  1. Lindo video,esta provado que realmente o Pai procura os que o adoram em espirito e em verdade,conforme João 4.23

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que senti Deus fazendo algo através deste Louvor naquele lugar !

      Excluir